Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Cine Dica: Em Cartaz: Quem é Primavera das Neves



Sinopse: Em março de 2010, o cineasta Jorge Furtado (O Homem que Copiava) publica em seu blog, indagando quem pode ter notícias sobre a tradutora de Alice no País das Maravilhas, Primavera das Neves, cujo nome o fascina. Três anos depois, numa noite de insônia, Eulalie Ligneul responde: Primavera Ácrata Saiz das Neves foi sua amiga. A busca sobre quem foi Primavera ganha a ajuda de duas amigas de infância da tradutora e poetisa: Eulalie e a artista plástica Anna Bella Geiger.

Muitos buscam o sucesso e se tornam celebridades, mesmos aqueles que se dizem mestres na área, mas que não irão acrescentar em nada na vida das outras pessoas. Porém, há pessoas que vivem no anonimato, mas que conseguem passar um conteúdo, graças ao seu talento escondido e do qual se consegue nos passar algum significado. É nessas linhas de pensamentos do qual transita o documentário Quem é primavera das neves e provando que um grande talento às vezes se encontra escondido nas entrelinhas de um pequeno texto.
Neste documentário, Jorge Furtado busca respostas sobre quem é Primavera das Neves, nome da tradutora de uma das versões do livro Alice do País das Maravilhas do qual ele leu em certa ocasião. Uma vez que ele levantou essa pergunta em seu blog, imediatamente surgiu uma resposta, mais precisamente vinda de uma velha amiga da tradutora, chamada Eulalie Ligneul. Não demorou muito para então surgir mais uma amiga da tradutora, a artista plástica Anna Bella Geiger e nascendo então uma história sobre essa enigmática personagem.
De forma incomum, Jorge Furtado abre o filme com uma cena da primeira versão de Alice no País das Maravilhas da época do cinema mudo. A intenção, logicamente, é sintetizar uma aura de descoberta que irá se estender ao longo do documentário sobre a tradutora e poetiza, cuja sua vida ganha forma na tela, através de depoimentos de suas amigas e do seu ex-marido, o português Manoel Pedroso. Não demora muito para Furtado descobrir que Andrea tinha uma história rica, do qual começava antes do início da Segunda Guerra Mundial, até nos tempos de ditadura que assombrava países como Portugal, Brasil e dos quais ela presenciou e enfrentou.
Através de jornais antigos, fotos de arquivo e volumes literários dos quais ela veio a traduzir, o documentário não somente presta uma bela homenagem a tradutora, como também para aqueles que amam uma boa leitura literária e poética. É nesses momentos que, entre um depoimento e outro, surge em cena atriz Mariana Lima (Olga), do qual presta um pequeno e belo serviço lendo os principais trechos dos livros do qual das Neves traduziu e das suas poesias até então inéditas. Furtado cria então uma linha de tempo da escritora, mas não para buscar respostas fáceis sobre o porquê de ela ter preferido uma vida reservada.
Em vez disso, o cineasta opta em revelar de forma gradual para o cinéfilo, o talento dessa escritora, da qual se prestou a inserir em clássicas obras literárias o seu dom em passar vida nas palavras. Mesmo traduzindo livros, dos quais já eram conhecidos do grande público, Primavera das Neves passava a idéia de que poderia ir longe e criar histórias e poesias de sua própria autoria. Infelizmente ela partiu cedo desse mundo, mas ao mesmo tempo, manteve intacto o seu trabalho, cujas inúmeras poesias de sua autoria vieram agora ao público.
Em pouco mais de uma hora de projeção, o documentário Quem é Primavera das Neves nos prova que grandes histórias podem estar escondidas e aguardando para então serem finalmente reveladas. 



Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Nenhum comentário: