Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 66 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Cine Dica: Em Cartaz: SING - QUEM CANTA SEUS MALES ESPANTA



Sinopse: O filme conta a história do coala Buster Moon, que está prestes a ver seu teatro ir à falência e, por isso, decide criar um concurso musical com o intuito de alavancar as vendas.

 

A vantagem de estar no fundo do poço é que daí lhe resta somente subir. Essa frase já havia sido usada em alguns filmes, como no caso da comédia Missão Madrinha de Casamento, em que os sonhos são estilhaçados, mas nunca é tarde para reaprender com os erros e dar a volta por cima.  Buster Moon (Matthew McConaughey) é um sonhador, mesmo em temos difíceis, mas é a sua força de vontade que move Sing – Quem Canta seus Males Espanta, uma das agradáveis surpresas desse final de ano.
Na trama,  Moon se apaixonou pelo show business ainda criança, quando seu pai o levou ao teatro pela primeira vez, desde então, com a ajuda do pai, persegue seu sonho de ser bem sucedido fazendo o que ama: produção musical. Acontece que seu teatro está falido e é preciso agir rápido para recuperá-lo. Com o apoio de sua assistente Dona Kiki (Garth Jennings), Moon tem a ideia de um concurso musical para devolver os dias de glória ao seu empreendimento.
Afinal, quem não gosta de um reality show musical?  Mas, Dona Kiki é uma iguana já velhinha e pode ter cometido um pequeno erro quando imprimiu o material de divulgação com o valor do prêmio: U$ 100.000. A novidade se espalha pela cidade e aí, vamos conhecendo os outros simpáticos personagens, através de um plano seqüência sensacional do filme, onde acabamos tendo uma panorâmica de toda a cidade .
A porca Rosita (Reese Witherspoon) é uma talentosa cantora, mas abandonou seus sonhos para criar seus 25 porquinhos e é constantemente negligenciada por seu marido, o workaholic Norman (Nick Offerman). A elefante Meena (Tori Kelly) possui um vozeirão, mas tem muito medo de se apresentar em público. O rato Mike (Seth MacFarlane) é um músico de rua com talento de Frank Sinatra, mas não consegue fazer muito dinheiro.
Já o talentoso gorila Johnny (Taron Egerton), é filho de um bandido que quer que ele siga seus passos no mundo do crime. Ash (Scarlett Johansson), uma porca-espinho adolescente faz dupla com seu namorado Lance (Beck Bennett), que é crítico ferrenho de seu estilo e limita seu talento. Destaco todos esses personagens, pois quando eles se juntam ao palco do Teatro Moon é quando o filme ganha alma própria. Com muitos hits do mundo pop, a animação funciona muito bem como comédia e musical, fazendo com que você tenha muita vontade de cantar e dançar junto com cada um dos personagens, como no caso do porco, fã de Lady Gaga, Gunther (Nick Kroll). 
Mesmo com os talentos distintos de cada um dos seus eleitos, Moon enfrenta muitos obstáculos a fazer com que o show seja um sucesso. O personagem chama a atenção por sua persistência e grande carinho com a memória do pai. Quando as coisas não saem do jeito que imaginava, mesmo desanimado, há ainda forças para levar tudo adiante, afinal, “quando se chega ao fundo do poço, o único lugar que se pode ir é para cima”.
É muito bacana que durante o filme, você vai se identificando com cada personagem, pois são histórias muito próximas da nossa realidade, que trazem uma reflexão, mas de forma bem leve. Além disso, mostra que o incentivo à cultura é algo totalmente relevante para qualquer sociedade, seja ela animal ou não. Sing – Quem Canta Seus Males Espanta  tem tudo para ser uma animação de sucesso, da qual  vale muito a pena conferir nessa época de final de ano e com toda a família reunida.   
  
Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Nenhum comentário: